• Estopim Coletivo Facebook
  • Estopim Coletivo Instagram
Please reload

Elaine Tavares divulga livro de crônicas

28 Mar 2016


O mais novo livro da jornalista Elaine Tavares não está nas prateleiras das livrarias que abrigam a literatura da indústria cultural. Os 370 exemplares de Liricas – A palavra amorosa do cotidiano, um compilado de crônicas escritas ao longo de mais de 10 anos de carreira, não se comportariam bem por lá porque possuem a marca de uma jornalista insurgente. Quem quiser adquirir um exemplar e se aventurar com as histórias do Campeche e das cidades por onde a jornalista passa e passou, temas recorrentes da obra, terá que procurá-la com R$ 20 em mãos ou entrar em contato e receber o exemplar pelos Correios.

Editado pela Cia dos Loucos e editora Pobres e Nojentas, a 11ª obra literária de Elaine Tavares tem a marca do jornalismo corajoso, criativo e preocupado em contar histórias e falar de personagens que não cabem nos jornais impressos da grande mídia. Para ela, mais uma forma de expressar suas ideias e visões de mundo. Para o público, um valioso presente.

“Tudo que vivo acabo escrevendo às vezes pra contrabandear uma publicação e tentar dizer o que não se pode dizer num texto jornalístico. É uma tentativa de comunicação para além do público”, ressalta Elaine.

Admiradora da obra de Flávio José Cardozo e Othon Gama d'Eça, Elaine conta que encontrou nesses autores catarinenses a inspiração para seguir em frente quando chegou em Santa Catarina e viu as portas das mídias tradicionais fechadas. 

“Flávio José Cardozo porque fazia crônicas de Florianópolis e dos personagens da cidade. Aqui também conheci o Othon Gama d'Eça e trabalhos dele como “Homens e Algas” também com crônicas da vida de Florianópolis no início do século me encantaram. Ambos me incitaram a escrever crônicas e quando me falta inspiração é neles que bebo”, explica.

 


<< O jornalismo de Elaine Tavares >>

A biografia jornalística de Elaine possui ainda diversas linhas em prol da comunicação popular e comunitária desempenhados por meio de assessoria aos movimentos sociais e sindicatos e na formação de agentes da comunicação popular. Ouvi-la é uma rara oportunidade de entrar em contato com uma intelectual do mais alto calibre em atividade na imprensa ilhéu.

Num contexto em que os meios de comunicação tradicionais e comerciais naturalmente afastam a maioria dos profissionais críticos, pensantes e competentes, Elaine não se cala e conta histórias nos espaços que ela mesma cria. Quem ainda não conhece seu trabalho precisa visitar o blog Palavras Insurgentes, cujo título é bastante esclarecedor no que diz respeito às informações e palavras que ela prioriza e publica. Será um interessante passeio digital pelo jornalismo alternativo praticado por ela em Florianópolis.

 

Publicado originalmente no Facebook do Estopim em 26 de março de 2016

 

 

Foto:

Rubens Lopes

o clique do jornalista captou Elaine Tavares ao lado da família de sábado, os funcionários do Bar do Zeca, onde o Liricas foi lançado em 9 de março.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Gostou da leitura?

Assine a revista Estopim Coletivo

e financie a produção de conteúdo independente

sobre política e cultura.

Please reload